Impressão digital

Este artigo é sobre impressões digitais humanas. Veja também Impressão digital (disambiguation).

A impressão digital é um imprint feito pelo teste padrão dos cumes na almofada de um ser humano . Estes cumes são acreditados geralmente para fornecer a tração para agarrar objetos.

As impressões digitais são originais, com nenhuns dois dedos que têm o exato as mesmas características do cume da fricção. Também, as impressões digitais não mudam significativamente com idade. Se um dedo for danificado, heal normalmente de tal maneira que a impressão digital é restaurada. Por causa destas características, a impressão digital de uma pessoa pode ser usada como um método a identifique indivíduos humanos.

As impressões digitais (ou mais geralmente, pegadas) são usadas às vezes identificar , embora esta prática não é tão comum quanto se usou ser, especial com Identificação do DNA tornar-se mais commonplace.

The tip of a finger showing the fingerprint.
A ponta de um dedo que mostra a impressão digital.

As impressões digitais são um exemplo adiantado de biometrics, a ciência de identificar indivíduos por suas características físicas. Não há nenhuma data desobstruída em que o fingerprinting foi usado primeiramente, alguns exemplos que são do prehistory. Entretanto, certas datas modernas significativas são como segue.

  • : Dr.. Henry Faulds publicou seu primeiro papel no assunto no jornal científico Natureza em . Retorno a Grâ Bretanha dentro , ofereceu o conceito ao Polícias Metropolitanas em mas foi demitido.
  • : Senhor publicou um modelo estatístico detalhado da análise e da identificação da impressão digital e incentivou seu uso na ciência forensic em seu livro Impressões digitais.
  • 1892: Juan Vucetich, um oficial de polícias de Argentina que esteja estudando o teste padrão de Galton datilografa por um ano, feito a primeira identificação criminal da impressão digital. Provou com sucesso culpado Francisca Rojas, que tinha assassinado seus dois filhos, encontrando sua impressão digital sangrenta no cena de crime.
  • : Senhor Henry De Edward planejou Sistema De Classificação Do Henry usado em Inglaterra e em wales.
  • : Dr.. Henry P. DeForrest fingerprinting usado no New York Serviço Civil.

Recentemente o americano adotou D9/7 wavelet- sistema baseado para o armazenamento eficiente de dados da impressão digital, desenvolvido perto Ingrid Daubechies. O FBI controla uma base de dados da impressão digital chamada IAFIS, que prende atualmente as impressões digitais sobre de cem e assuntos do ninety-eight milhão.

No , foram introduzidos para aplicações da segurança tais como a identificação de usuários do computador (authentication do início de uma sessão). Entretanto, os dispositivos adiantados foram descobertos para ser vulneráveis aos métodos completamente simples do deception, tais como as impressões digitais falsificadas moldadas dentro .

Há alguma controvérsia sobre o uniqueness das impressões digitais. Mesmo aqueles que aceitam seu uniqueness discutem às vezes que as técnicas usadas comparar impressões digitais são fallible.

The same fingerprint as it would be detected on a surface.
A mesma impressão digital que seria detectado em uma superfície.

Identificação do cume da fricção (ou Dactylography, um termo usado principalmente nos E. U.) é estabelecido com o acordo de características do cume da fricção em ordem, tendo o uniqueness suficiente estabelecer o individuality.

Quando uma pessoa toca em algo com seus dedos, haverá geralmente um resíduo visível ou invisível à esquerda na superfície tocada. O resíduo é modelado como uma cópia da impressão digital da pessoa e pode ser coletado para o estudo e a comparação visuais. Tradicional, moeu finamente pós de ou foi usado fazer a impressão digital claramente visível. O pó adere ao resíduo da impressão digital mas não à superfície circunvizinha. Às vezes as cópias são invisíveis, que no caso são chamadas "impressões digitais latentes". Há umas técnicas químicas como que fuming e ninhydrin pulverize que pode ajudar os fazer visíveis.

As impressões digitais coletaram em uma cena de crime podem ser usadas dentro ciência forensic para identificar suspeitos.

A análise da impressão digital emergiu no atrasado , quando era o primeiro método dentro ciência forensic para a identificação original. Em conseqüência de seu sucesso adiantado, adquiriu um mystique do infallibility. Tem sido sujeitado somente recentemente à análise sistemática por investigators fora do campo.

Os examinadores da impressão digital discordaram certamente com o um outro: o exemplo de Shirley McKie era um caso notável que envolve impressões digitais. Os peritos experientes da impressão digital fizeram também erros; uma identificação errônea newsworthy foi feita pelo FBI, que ligou Brandon Mayfield ao Bombardeios de Madrid.

William Ocidental

O caso o mais famoso no history do fingerprinting ocorreu no atrasado quando um homem foi manchado na linha entrante do prisioneiro no U.S. Penitentiary dentro Leavenworth, Kansas por um protetor que "o conhecesse" e o visse apenas já na população da prisão. Em cima da examinação, o prisioneiro entrante reivindicou ser nomeado Vontade Ocidental, quando () o prisioneiro existente não escapado foi nomeado William Ocidental. De acordo com o seu Bertillon medidas, eram essencialmente indistinguishable. Porque não eram gêmeos, o sistema de Bertillon veio em alguma pergunta. Entretanto, suas impressões digitais eram diferentes, e a identificação da impressão digital recebeu um impulso significativo no credibility.

Classificando impressões digitais

Há três testes padrões básicos da impressão digital: Arco, laço e Whorl. Há uns sistemas de classificação mais complexos que uma ruptura mais adicional abaixo o teste padrão aos arcos lisos ou tented arcos. Os laços podem ser radiais ou ulnar. Whorls tem também classificações menores. Entretanto, os cinco usados o mais geralmente são: whorl, laço radial, laço ulnar, arco e tented o arco.

Ligações externas


 

  > Português > en.wikipedia.org (Traduzido por computador no português)