Portador de avião submarino

Portadores de avião submarinos são os submarinos equipados com os aviões para missões da observação ou do ataque. Estes submarinos transformaram-se os mais grandes do , embora seu significado operacional remanescesse rather pequeno. O mais famosos deles são e , embora algumas tentativas relacionadas fossem feitas por alguns outros navies também.

Índices

Hms M2

The HMS M2 launching a seaplane.
que lança a .

Artigo principal:

Após a perda de carregar pesado do injetor , o restante foram convertidos a outros usos. Por 1928 o M2 tinha sido cabido com uma catapulta impermeável do hangar e do vapor e podido lançar e recuperar um seaplane pequeno. O submarino e seu plano podiam então agir como uma unidade do reconhecimento antes de a frota. O M2 ela mesma foi perdido em 1932 e os submarinos lançando-se do plano foram abandonados pelo .

Surcouf submarino francês

Artigo principal:

The Surcouf
O Surcouf

Surcouf era um francês requisitado para ser construído em dezembro , 18 outubro , e maio . No começo de , Surcouf era o submarino o maior no mundo. Sua carreira curta do wartime é atada com controvérsia e .

Surcouf foi projetado como "debaixo d'água ,"pretendeu procurar e acoplar no combate de superfície. Para a primeira parte dessa missão, carregou um plano do flutuador da observação em um hangar construído no após a parte da torre conning; para a segunda parte, foi armado com os não somente dez tubos do torpedo mas também uma torreta gêmea do injetor de oito-polegada (203 milímetros) para a frente da torre conning. Os injetores foram alimentados de um compartimento que prende 600 círculos e controlados por um diretor com uns 40 pés (m) rangefinder 12, montado altamente bastante para ver um horizonte de sete-milha. Na teoria, o plano da observação poderia fogo direto para fora à escala máxima de 15 milhas dos injetores 24 quilômetros) (. O canhão e os machineguns anti-aircraft foram montados no alto do hangar.

Portadores de avião submarinos japoneses

Embora U.S. Marinha remanescido discreet sobre ele, era antes de em diversas áreas de e armas subaquáticas. de submarinos japoneses era a maior no mundo até quando as frotas nucleares foram construídas.

O japonês aplicou o conceito "do portador de avião submarino" extensivamente. Completamente 47 submarinos foram construídos com a potencialidade para carregar seaplanes. A maioria de portadores de avião submarinos de IJN poderiam carregar somente um avião, mas o I-14 teve um espaço do hangar para o avião 2, e os submarinos gigantes da classe I-400 poderiam carregar 3.

Tipo B1 (20 unidades)

Artigo principal: B1 tipo submarino

Tipo B1 (série I-15) submarinos (I-15, I-17, I-19, I-21, I-23, I-25, I-26, I-27, I-28, I-29, I-30, I-31, I-32, I-33, I-34, I-35, I-36, I-37, I-38, I-39) eram o tipo o mais numeroso de submarinos do durante . No total 20 foram feitos, começando com número I-15, que se transformou o nome da série. Estes submarinos eram rápidos, tinham uma escala muito longa, e carregavam um único Yokosuka E14Y seaplane, situado em um hangar na frente da torre conning, e lançado por uma catapulta.

A série era rather bem sucedida, especial no começo da guerra. I-26, em 1942, aleijou o portador de avião . I-19, em 15 setembro 1942, ateou fogo a seis torpedoes no portador de avião , dois de que batida o portador e destruído lhe, e os torpedoes restantes que danificam o cruzador de batalha . I-25 conduziu os únicos bombardeios aéreos sempre no continental une estados em setembro 1942.

Tipo do Am (I-13, i-14)

Artigo principal: Datilografe o submarino do japonês do AM

O tipo submarino do AM (modificado) era um submarino seaplane-carregando grande, com um espaço do hangar para o avião 2. Estes submarinos gigantes eram originalmente do tipo A2, mas seu projeto foi revisado após a construção começada de modo que pudessem carregar um segundo avião. Os seaplanes deviam ser que carrega as bombas 800kg.

A escala e a velocidade destes submarinos eram notáveis (21.000 nm em 16 nós), mas seu desempenho subaquático foi comprometido, fazendo lhes alvos fáceis. I-13 foi afundado em 16 julho 1945 pela escolta de destroyer e do avião do portador da escolta aproximadamente 550 milhas leste de Yokosuka. I-14 rendido no mar no fim da guerra, e foi desfeito mais tarde.

Tipo De Sentoku (I-400, I-401, I-402)

Artigo principal:

An I-400 class submarine
Um submarino da classe I-400

O submarino da classe I-400 deslocou 6.500 toneladas e estêve sobre 400 pés (120 m) longos, três vezes o tamanho de submarinos ordinários. Teve uma figura-oito forma do hull para que a força adicional segure o hangar da em-plataforma para abrigar os três Seiran. Além, teve quatro injetores anti-aircraft e um canhão grande da plataforma as.well.as oito tubos do torpedo de que poderiam atear fogo ao Lance Longo - de torpedo o maior, naquele tempo o mais por muito tempo variado e a maioria mortal no uso

Três do sensor Toku foram construídos, o I-400, o I-401, e o I-402. Cada um teve quatro 3.000 (2.2 motores do MW) e bastante combustível para circundar o mundo one-and-a-half de vez, mais do que bastantes alcançar os estados unidos de um ou outro sentido

O submarino podia também carregar três Sei funcionou ( ), cada um que carrega 1.764 libras) uma bomba de 800 quilogramas (650 milhas (1000 quilômetros) em 360 milhas por a hora (580 km/h). Seu nome era combinação do sei (céu desobstruído) e funcionava (tempestade), literalmente "tempestade fora de um céu desobstruído," porque os americanos não saberiam que estavam vindo. Teve uma extensão da asa de 40 pés (12 m) e um comprimento de 38 pés (11.6 m). Para caber o avião no hangar as asas do avião foram dobradas para trás, os estabilizadores horizontais dobrados para baixo, e o alto do excesso dobrado do estabilizador vertical assim que o perfil total do avião estava dentro do diâmetro de seu propellor. Um grupo de quatro poderia preparar e começar todos os três transportados por via aérea em 45 minutos que lança os com uns 120 pés (37 m) na plataforma dianteira do submarino gigante.

Ligações externas

 

  > Português > en.wikipedia.org (Traduzido por computador no português)