O alfabeto de Ben-Sira

O alfabeto de Ben-Sira (Alphabetum Siracidis, Othijoth ben Sira) é um anonymous medieval texto, atribuído a (Sirach), autor de . É datado a em qualquer lugar entre o ANÚNCIO e . É uma compilação de duas listas dos proverbs, 22 dentro Aramaic e 22 dentro , ambos arranjados como alfabéticos . Cada proverb é seguido pelo Haggadic commentary. O texto foi traduzido no latin, no Yiddish, em Judeo-Espanhol, francês e alemão. Uma tradução inglesa parcial apareceu em Stern e em Mirsky (1998).


Índices

Proverbs aramaic

Os proverbs aramaic são a parte distante mais velha do livro. Cinco deles podem ser seguidos à literatura de Talmudic-Midrashic. O commentary hebrew, ilustrando os proverbs com fables, é muito mais novo.

na leitura de Ginzberg:

1. "honre o médico antes que necessidade do hast de mil dele" (Eccles. 38:1)
2. "se um filho não se conduz como um filho, deixe-o flutuar na água."
3. "gnaw o osso que cai ao lote thy se seja bom ou mau."
4. o "ouro deve ser martelado, e a criança deve ser batida."
5. "seja parcela nao thy boa e da recusa do bom."
6. "Wo ao homem mau e wo a seus companheiros."
7. "molde o pão thy em cima das águas e em cima da terra, para o achado do shalt de mil ele após muitos dias" (Eccles. 11:1)
8. de "mil Hast visto um burro preto? [ então ] era nem preto nem branco."
9. "não bestow nenhum bom em cima daquele que é evil, e nenhum evil befall o thee."
10. "contenha a mão nao thy de fazer bom."
11. "o bride incorpora a câmara bridal e, não obstante, sabe não o que befall a."
12. "um assentimento ao sábio é suficiente; o tolo requer um sopro."(proverbs 22:15)
13. "que os honra que despise o é como um burro."
14. "um fogo, quando kindled, queima muitas polias" (James 3:5)
15. "uma mulher velha na casa é um omen bom na casa"
16. "mesmo um surety bom tem que ser aplicado por a cem morrows; mau para uns cem mil."
17. a "ascensão rapidamente da tabela e mil wilt evitam disputas."
18. "no negócio thy do negócio somente com a verticalidade."
19. "se os bens estão próximo na mão, o proprietário consome-os; mas se estiverem em uma distância, consomem-no."
20. "não disavow um amigo velho."
21. "mil o mais mayest tem sessenta counselors, mas não dá acima thy possui a opinião" (Eccles. 6:6)
22. "ele que foi satisfeito primeiramente e então thee com fome da oferta da vontade sua mão; mas não ele que era primeiramente com fome e satisfeito então."

O segundo alfabeto

Os vinte e dois proverbs hebrew são completamente diferentes no caráter dos aramaic, e de uma data muito mais nova. A metade dos proverbs é pedida do Talmud, e são somente um pretext para a apresentação de um número de legendas que cercam Ben Sira. Ben Sira é apresentado como o filho de . Fama de Ben Sira alcançada Nebuchadnezzar, que o chamou a sua corte. Nebuchadnezzar determinou vários ordeals para Ben Sira, que responde com vinte e duas histórias. Alguns dos fables da coleção são indebted à legenda christian, e ao indian .

Lilith

O texto é o mais melhor sabido por causa de sua referência a , e são o fifth de respostas de Ben Sira ao rei Nebuchadnezzar. É reproduzido aqui em sua totalidade:

Logo mais tarde o filho novo do rei fêz exame do mal. Nebuchadnezzar dito, "heal meu filho. Se você não , eu matá-lo-ei."Ben Sira sentou imediatamente para baixo e escreveu um amulet com o nome holy, e inscreveu nele os angels na carga de medicina por seus nomes, formulários, e imagens, e por seus asas, mãos, e pés. Nebuchadnezzar olhou o amulet. "quem são estes?"
" que está na carga de medicina: Snvi, Snsvi, e Smnglof. Após o deus criado Adam, que estava sozinho,disse ele, ' não é bom para o homem estar sozinho ' ( 2:18). Criou então uma mulher para Adam, da terra, porque tinha criado Adam ele mesmo, e chamado seu Lilith. Adam e Lilith começaram imediatamente a lutar. Disse, ' mim não se encontrará abaixo, ' e disse, ' eu não me encontrarei abaixo de você, mas somente no alto. Para você estão cabidos somente para estar na posição inferior, quando eu dever ser superior.' Lilith respondeu, ' nós é igual a se visto que nós ambos fomos criados da terra.' mas não escutariam um outro. Quando Lilith viu este, pronunciou o nome ineffable e voou afastado no ar. Adam estêve no prayer antes de seu criador: ' sovereign do universo!' disse, ' a mulher que você me deu funcionou afastado.' em uma vez, holy, blessed seja ele, emitido estes três angels para trazê-la para trás.
"disse holy a Adam, ' se concordasse voltar, fino. If.not, deve permitir cem de suas crianças morrer cada dia.' os angels deixados o deus e perseguido Lilith, quem alcançaram no meio do mar, nas águas poderosas wherein era destined afogar-se. Disseram a palavra do seu deus, mas não desejou retornar. Os angels disseram, ' nós afogá-lo-emos no mar.'
"' deixe-me!' disse. ' eu fui criado para causar somente a doença aos infantes. Se o infante for masculino, eu tenho o dominion sobre ele por oito dias após seu nascimento, e se fêmea, por vinte dias.'
"quando os angels ouviram palavras de Lilith, insistiram que vai para trás. Mas jurou-lhes pelo nome do deus vivo e eternal: ' sempre que eu o v ou seus nomes ou seus formulários em um amulet, eu não terei nenhum excesso do poder que infante.' concordou também mandar cem de suas crianças morrer cada dia. Conformemente, cada os demons do dia cem perish, e para a mesma razão, nós escrevemos os nomes dos angels nos amulets de crianças novas. Quando Lilith vê seus nomes, recorda seu juramento, e a criança recupera."

Edições

  • Salonica, 1514, sobreviver sabido dois copía
  • Constantinople, 1519, uma cópia completa sabida no , e defeituoso no Bodleian
  • Veneza, 1544, reprinted por Steinschneider, 1854; a maioria de edições mais atrasadas são baseadas nesta.

Referências

  • Eisenstein, J.D., Alfa Ben Beta Sira, em: Otsar Midrashim vol. 1 (1915).
  • Steinschneider, Moritz Alphabeticum Syracidis, Berlim (1854).
  • Steinschneider, Moritz Utrumque de Alphabeticum Syracidis, cum o antiqua do expositione (narrationes et continente dos fabulas), Berlim (1858).
  • Stern de David, jay Mirsky da marca (eds.), Fantasies Rabbinic: Narrativas imaginative da literatura hebrew classical, Yale Judaica Série (1998). ISBN 0300074026
  • Alfaiate, C., O alfabeto de Ben Sira, em: JQR 17 (1904/05) de 238-239.
  • Alfaiate, C., O alfabeto de Ben Sira, em: Jornal do philology 30 (1907) 95-132.
  • Tobias Lachs, Samuel, O alfabeto de Ben Sira, Anuário da faculdade de Gratz dos estudos jewish 11 (1973), 9-28.

Ligações externas

 

  > Português > en.wikipedia.org (Traduzido por computador no português)