Defesa de Twinkie

Em , "Defesa de Twinkie"é um criminoso , como estavam sofrendo dos efeitos de , (como café e ), , e/ou . Hoje, é uma etiqueta derogatory que implica que uma defesa criminal é artificial ou absurd.

Origens

A expressão é derivada do de Branco De Dan, a (U.S.) supervisor da cidade que disparou fatal no mayor George Moscone e supervisor da cidade do companheiro sobre , . Durante a experimentação, um psychiatrist notável, Antolhos De Martin, testified que o branco tinha sido comprimido na altura do crime, discutindo com sucesso para governar de .

Como a parte deste testimony, Dr.. Os antolhos cited comer uncharacteristic do branco de e beber de como a evidência deste depression - momentaneamente mencionando que isto pode também worsened o depression. O unpopularity do verdict eventual do manslaughter (uma sentença mais clara que se ajustasse fora do Motins brancos da noite) deu a ascensão à interpretação que os advogados do branco tinham usado o depression causado perto Twinkies como sua defesa preliminar. O contrário à opinião popular, entretanto, defesa do branco no fato discutiu que este consumo era incomun para ele e refletido instabilidade mental já existente.

Do "a defesa twinkie" foi descrita em detalhe em Massachusetts Mut. Ins Da Vida. Co. v. Woodall, 304 F.Supl..2d 1364, 1377 n. 7 (S.D.Ga. 2003).

Ligações externas

 

  > Português > en.wikipedia.org (Traduzido por computador no português)